23 de outubro de 2020

Alimentos sem glúten estão ganhando cada vez mais espaço no cardápio dos brasileiros. A razão para o aumento no consumo é, basicamente, a restrição alimentar necessária para aqueles que têm intolerância ao glúten. Além disso, aqueles que precisam perder peso também resolveram modificar a dieta. Confira a seguir quais são os alimentos sem glúten, os benefícios de consumi-los e o que é, de fato, essa proteína tão falada nos últimos tempos.

Imagem: https://www.pexels.com/pt-br/foto/bagas-balas-chocolates-delicioso-918327/
Título da imagem (SEO): O que é Glúten

O que é o glúten?

O glúten é uma proteína presente em todos aqueles alimentos que são feitos a partir do trigo, da cevada e do centeio. Alguns exemplos são:

  • Bolos, tortas, biscoitos pães e massas feitas com farinha de trigo;
  • Aveia;
  • Macarrão de farinha de trigo;   
  • Molhos para saladas;
  • Maionese, ketchup;
  • Sorvetes industrializados;
  • Alimentos embutidos;
  • Cerveja e whisky que são feitos a partir do malte da cevada.

O glúten é uma proteína consumida pela humanidade

desde sempre, mas nos últimos anos diversos estudos têm associado essa

substância a um conjunto de problemas digestivos extremamente desconfortáveis.

A doença celíaca foi uma dessas descobertas.

Algumas pessoas não possuem uma enzima necessária para fazer a quebra do glúten no organismo. Por causa dessa carência, o sistema imunológico reage à presença exagerada da proteína no corpo e ataca o próprio intestino. Daí, surgem as intensas cólicas intestinais, o excesso de gases, as diarreias e o inchaço na região da barriga.

Outras pessoas não são consideradas celíacas, ou seja, não sofrem com a ausência da enzima que quebra o glúten. No entanto, elas têm alergias e intolerância à proteína e também desenvolvem sintomas digestivos e intestinais extremamente dolorosos e desconfortáveis.

Quem sofre com esses problemas deve passar longe de alimentos com glúten e, além de conhecer bem o que é permitido e proibido, precisa sempre verificar o rótulo dos produtos antes de consumi-los para garantir que esteja se alimentando da forma correta.

Produtos industrializados devem conter em suas embalagens um aviso informando se há ou não a presença de glúten na composição do alimento. Em caso afirmativo, deve estar explícita a frase “Contém glúten”.

Caso seja um alimento sem glúten, a informação também deve estar claramente visível para facilitar a escolha do consumidor. É comum encontrarmos a expressão “gluten free”. Um termo em inglês que deixa claro que o alimento é livre de glúten.

Lista de alimentos sem glúten

Podemos encontrar diversos alimentos sem glúten em meio aos produtos de origem vegetal e animal. Mas existem muitas opções também dentre os produtos industrializados. Todos são uma ótima opção para fazer substituições e conseguir manter a dieta sem cometer deslizes. Veja algumas alternativas.

 

Muitos alimentos podem conter glúten por contaminação cruzada, isto é, quanto eles entram em contato com outros alimentos que possuem a proteína. Portanto, averiguar o rótulo deve ser o primeiro passo antes de adquirir qualquer produto.

Quem precisa retirar o glúten da alimentação?

Ingerir alimentos sem glúten não é uma alternativa para quem tem doença celíaca. É uma necessidade, pois o corpo do celíaco não aceita a proteína e demonstra essa rejeição por meio de severos problemas digestivos e intestinais. 

Quem tem uma leve intolerância também deve evitar o consumo pelo mesmo motivo dos celíacos. Além desse grupo específico de pessoas, há também aqueles indivíduos que retiram o glúten do cardápio por opção, sem indicação médica específica. São pessoas que desejam emagrecer e optam pela restrição alimentar. Saiba mais a seguir.

Dieta sem glúten emagrece?

Quem opta por uma alimentação sem glúten, mesmo sem ter intolerância à proteína, mas apenas para emagrecer ou ter uma alimentação mais saudável acaba atingindo sim esse objetivo. E a razão para isso é muito simples. Os alimentos que contém glúten são também muito calóricos e riquíssimos em carboidratos como massas, bolos, biscoitos, pães e pizzas. Logo, excluir esses e outros itens do cardápio e substituí-los por frutas e outros alimentos mais saudáveis ajuda o indivíduo a cortar calorias, a se alimentar de uma maneira mais saudável e, consequentemente, a perder peso e emagrecer. Não é a toa que a dieta sem glúten está em alta na atualidade.

Alguns especialistas admitem que o glúten, apesar de ser uma proteína comum e consumida há séculos pela humanidade, pode causar inflamações digestivas até mesmo em quem não tem a doença celíaca e, por isso, provoca tantos sintomas desagradáveis na região do estômago.

Diversas pessoas alegam que sofrem com os efeitos do glúten ao consumi-lo. E, por isso, preferem retirá-lo da dieta o que acaba interferindo também na diminuição do peso.

Como saber se você tem intolerância ao glúten?

O primeiro passo é observar como o seu corpo reage quando você consome os alimentos que possuem a proteína. Geralmente, os efeitos são imediatos e logo a pessoa sente dor no estômago e no intestino, azia, queimação e gases.

Outras reações são: diarreia, vômitos, indisposição, fadiga e anemia. Os efeitos podem durar mais de 24 horas, dependendo do tempo que o alimento fica presente dentro do seu organismo.

Também é possível descobrir se você tem alguma intolerância ao glúten realizando exames médicos. Se tiver interesse, procure um gastroenterologista e tire as suas dúvidas.

Benefícios de consumir alimentos sem glúten

Sabendo dos efeitos negativos provocados pelo glúten, vejamos agora os benefícios de retirar essa proteína da sua alimentação.

  • Perda de peso, pois há diminuição do consumo de carboidratos;
  • Redução das dores abdominais que surgem logo após o consumo de alimentos com glúten;
  • Mais disposição para atividades físicas e para tarefas diárias;
  • Diminuição de refluxo e seus sintomas como azia e gases;
  • Redução do inchaço da barriga provocado por gases, causando aquela sensação de estufamento;
  • Redução das inflamações intestinais que também impedem a eficiente absorção de nutrientes pelo organismo, causando anemia e indisposição.

Como vimos, o glúten é uma proteína que está presente em alimentos derivados do trigo, cevada e centeio e deve ser excluído do cardápio dos celíacos – pessoas que não possuem a enzima responsável pela quebra da proteína. Quem deseja emagrecer ou manter uma alimentação mais saudável também pode optar pela redução no consumo do glúten favorecendo não só a perda de peso, mas também uma vida com mais qualidade, disposição e bem-estar.

Precisa tirar o glúten da sua alimentação, mas não sabe onde encontrar produtos para complementar a sua dieta? Confira algumas opções de alimentos sem glúten disponíveis na nossa loja.

Show Full Content
Previous Tipos de castanhas: diferenças, benefícios e dicas
This is the most recent story.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

NEXT STORY

Close

Colesterol alto? Confira nossas dicas para baixar o colesterol

30 de outubro de 2015
Close